Dispositivo intravaginal permite ao bebé ouvir música dentro do útero

0 11

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Empresa espanhola colocou à venda uma coluna de som concebida para ser inserida na vagina de forma a estimular o desenvolvimento fetal.

“Mamãs e bebés unidos pela música mesmo antes do nascimento” – é assim que é promovido o novo dispositivo intravaginal para os bebés em gestação ouvirem música. O objectivo? “Os bebés aprendem a falar em resposta a estímulos sonoros, especialmente sons melódicos. O Babypod é um dispositivo que estimula antes do nascimento através da música. Com o Babypod, os bebés aprendem a vocalizar desde o útero”, lê-se na descrição do produto no site oficial.

O dispositivo cor-de-rosa liga-se ao smartphone e, depois, é inserido no útero da mulher. Através de uma aplicação para telemóvel, é possível programar a coluna para emitir melodias que podem ser ouvidas pelo feto até 54 decibéis – a mesma música é ouvida pela mãe ou pelo pai, nos auscultadores, mas uma vez que a coluna não tem Bluetooth, os fios terão de estar colocados na coluna antes de a futura mãe a inserir.

https://vimeo.com/142613483

A única maneira de um feto ouvir música da mesma maneira que as pessoas que estão fora do ambiente uterino é por via vaginal, defendem os responsáveis pelo Babypod, citando um estudo feito pela clínica ginecológica Institut Marquès que explica que as ondas sonoras da música emitida por um rádio normal ou por auscultadores postos junto à barriga, como têm de ultrapassar muitas camadas (pele, tecido adiposo, músculos, parede uterina), não chegam audíveis ao feto.

“O som que chega do exterior quase não é ouvido pelo bebé. Ele percebe-o como um sussurro e de uma forma distorcida”, diz a ginecologista Marisa López-Teijon, uma das autoras da pesquisa e responsável pelo novo dispositivo. “Com a emissão de música pela via vaginal, a maioria dos bebés reage com movimentos de boca e língua”, realça.

A utilização do Babypod é recomendada apenas a partir das 16 semanas de gestação e não deve ultrapassar os 20 minutos de cada vez, alerta a empresa, assegurando, no entanto, que as vibrações não afectam o feto – “É por isso que os brinquedos sexuais são permitidos na gravidez”, comparam.

Está à venda no site da empresa por 149,95 euros. Entre as melodias disponíveis, há músicas do “primeiro concerto para fetos realizado no mundo”, de Soraya Arnelas, uma cantora que concorreu ao festival de música Eurovisão em 2009.

Fonte: http://lifestyle.publico.pt/

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo