Queimaduras: Primeiros-socorros

0 459

Para diferenciar uma queimadura leve de uma queimadura grave, o primeiro passo é determinar a extensão dos danos nos tecidos corporais. As três classificações de queimadura de queimadura de primeiro grau, queimadura de segundo grau e queimadura de terceiro grau irão ajudar a terminar o tipo de cuidado necessário.

Queimadura de 1º grau
As queimaduras menos graves são as que se situam apenas na camada de pele exterior, sem atingir a parte interior.

  • A pele normalmente fica vermelha
  • É comum haver inchaço
  • Por vezes, existe dor

Trate uma queimadura de primeiro grau como uma queimadura leve a menos que envolva porções substanciais das mãos, pés, cara, virilha ou nádegas, ou uma articulação que necessite de atenção médica de emergência.

Queimadura de 2º grau
Quando a primeira camada de pele tiver sido queimada e a segunda camada de pele (derme) também estiver queimada, a lesão é chamada de queimadura de 2º grau.

  • Desenvolve bolhas
  • A pele fica muito vermelha e com uma aparência manchada
  • Existe dor aguda e inchaço

Se a queimadura de 2º grau não for maior do que 7,6 centímetros em diâmetro, trate-a como uma queimadura leve. Se a área queimada for maior ou se a queimadura for nas mãos, pés, face, virilha ou nádegas, ou numa articulação principal, trate-a como uma queimadura grave e obtenha ajuda médica de imediato.

Para queimaduras leves, incluindo queimaduras de 1º grau e de 2º grau limitadas a uma área não superior a 7,6 centímetros de diâmetro, realize os seguintes passos:

  • Arrefeça a queimadura. Mantenha a área queimada debaixo de água corrente fresca (não fria) durante 10 a 15 minutos ou até que a dor diminua. Se isto não for prático, submerja a queimadura em água fresca ou arrefeça-a com compressas frias. O arrefecimento da queimadura reduz o inchaço conduzindo o calor para longe da pele. Não coloque gelo na queimadura.
  • Cubra a queimadura com uma gaze esterilizada. Não utilize algodão fofo ou outro material que possa deixar pêlos na ferida. Enrole a gaze largamente para evitar colocar pressão na pele queimada. O penso mantém o ar longe da queimadura, reduz a dor e protege a pele bolhada.
  • Tome medicamentos para as dores sem receita. Estes podem incluir aspirina, ibuprofeno (Advil, Motrin, entre outros), naproxeno (Aleve) ou acetaminofeno (Tylenol, entre outros). Tenha cuidado quando der aspirina a crianças ou jovens. Apesar de a aspirina ser aprovada para utilização em crianças com mais de 2 anos e jovens, os que estejam a recuperar de varicela ou de sintomas de gripe nunca devem tomar aspirina. Fale com o seu médico se tiver qualquer problema.

As queimaduras mais leves curam-se sem outros tratamentos. Poderão curar-se com alterações de pigmento, significando que a área curada poderá ter uma cor diferente da pele à sua volta. Verifique quanto a sinais de infecção, como por exemplo falta de pele, vermelhidão, febre, inchaço ou gotejamento. Se se desenvolver uma infecção, consulte o seu médico. Evite novas lesões ou bronzeamento se as queimaduras tiverem menos de um ano; ao fazê-lo poderá causar alterações de pigmentação mais extensas. Utilize protector solar na área durante pelo menos 1 ano.

Cuidado

  • Não utilize gelo. Colocar gelo directamente na queimadura poderá fazer com que o corpo da pessoa fique frio e pode causar outros danos na ferida.
  • Não aplique claras de ovo, manteiga ou pomadas na queimadura. Isto poderá causar infecção.
  • Não rebente bolhas. As bolhas rebentadas são mais vulneráveis a infecção.

Queimadura de 3º grau
As queimaduras mais graves envolvem todas as camadas da pele e causam danos permanentes nos tecidos. Poderão afectar a gordura, o músculo e mesmo o osso. As áreas poderão ficar carbonizadas ou parecer brancas e secas. Dificuldade em inalar ou exalar, envenenamento por monóxido de carbono ou outros efeitos tóxicos poderão ocorrer se a inalação de fumo acompanhar a queimadura.

Para queimaduras graves, ligue para o 112 ou para a ajuda de emergência médica. Até que a unidade de emergência chegue, siga estes passos:

  1. Não retire a roupa queimada. No entanto, certifique-se que a vítima já não está em contacto com materiais de combustão lenta ou exposta a fumo ou calor.
  2. Não submerja queimaduras grandes em água fria. Ao fazê-lo poderá fazer com que a temperatura corporal baixe (hipotermia) e poderá deteriorar a pressão arterial e a circulação (choque).
  3. Verifique quanto a sinais de circulação (respiração, tosse ou movimento). Se não houver respiração ou outros sinais de circulação, comece a reanimação.
  4. Eleve a parte ou partes queimadas do corpo. Eleve acima do nível do coração, sempre que possível.
  5. Cubra a área da queimadura. Utilize um penso esterilizado, húmido e fresco; um tecido húmido e limpo ou toalhas de tecido humedecidas.

[pro_ad_display_adzone id=”14968″]

Leve a vacina contra o tétano. As queimaduras são susceptíveis ao tétano. Os médicos recomendam que leve a vacina do tétano a cada 10 anos. Se a sua última vacina foi há mais de cinco anos, o seu médico poderá recomendar uma revacinação contra o tétano.

Fonte: sanfil

Gostar
Seguir
google
Loading...
Ajuda a tua Comunidade PortalEnf

Com um pequeno donativo estarás a ajudar a tua Comunidade a permanecer Online.

Aproveita e segue-nos nas redes sociais
Dá o teu Contributo!
close-link
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo