COVID-19: Surto no lar da Misericórdia de Alcáçovas aumenta para 34 casos

0 7

Os serviços de infância da instituição incluem “a creche, o centro de atividades de tempos livres e a oficina das artes”, com cada uma destas valências a dar resposta “a 27 ou 28 crianças” desta freguesia do distrito de Évora, explicou hoje à agência Lusa o provedor, João Penetra.

“Por precaução e para mobilizar os nossos trabalhadores para a resposta que é necessária” na estrutura residencial para pessoas idosas (ERPI), foi decidido encerrar os serviços de infância a partir de quarta-feira, indicou.

A seguir, “as respostas da infância funcionarão com serviços mínimos apenas para os filhos das funcionárias da Santa Casa, que obviamente são muito necessárias para cuidar dos utentes idosos”, esclareceu também a Misericórdia, em comunicado.

As valências vão permanecer fechadas “sem data prevista para a reabertura, porque tudo depende da evolução da situação epidemiológica” no lar, notou o provedor da instituição.

João Penetra revelou também que o total de casos no surto existente no lar subiu de 27 para 34, entre utentes e funcionários, dos quais 33 são pessoas com infeções ativas, pois uma trabalhadora infetada já recuperou e teve alta.

Este fim de semana, foram detetados novos casos através de testes rápidos, com zaragatoa, que a instituição decidiu fazer no lar, pelo que existem no total “24 utentes e nove funcionários” com resultado positivo para o novo coronavírus que provoca a doença covid-19, assinalou João Penetra.

“As equipas de Saúde Pública estão hoje a realizar testes no lar, a utentes e funcionários, para validarem os resultados daqueles que fizemos e também para verificar se existem mais novos casos”, vincou.

Para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) “foram enviados seis utentes” deste lar, mas “só uma utente é que está internada” na unidade hospitalar, segundo o provedor.

Ler  Máquinas avariadas, doentes em enfermarias e "instalações indignas". Assim está o Hospital de Gaia

Todas os funcionários infetados encontram-se em quarentena e, quanto aos utentes, os que tiveram resultado positivo para o coronavírus SARS-CoV-2 “estão separados dos restantes”.

De acordo com João Penetra, este surto terá tido origem num enfermeiro que presta serviços no lar e que teve resultado positivo num teste.

O plano de contingência do lar foi ativado e as autoridades de Saúde contactadas. No dia 07, foram feitos os primeiros testes a todos os utentes e funcionários, o que permitiu detetar logo seis trabalhadores e uma utente infetados.

Uma segunda testagem na semana passada e os testes rápidos que a Misericórdia tem realizado permitiram detetar os restantes casos de infeção.

Portugal contabiliza pelo menos 6.134 mortos associados à covid-19 em 374.121 casos confirmados de infeção, segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado até 07 de janeiro, com recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Fonte: Lifestyle Sapo

vote
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!
Queres receber as nossas notificações?
Assina a nossa Newsletter!

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades e analisar o nosso tráfego. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. Aceitar Ler mais

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo