Ordem dos Médicos recorre ao tribunal contra enfermeiros

0 16

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Medida: prescrição de remédios e exames pelos enfermeiros   Ministério da Saúde pondera decisão que pode avançar na saúde materna e obstétrica

 2014-03-30225104_CA967162-B341-4FEB-88DD-FECB0766BF67$$738d42d9-134c-4fbe-a85a-da00e83fdc20$$485938e4-7b97-4ae4-aa31-6f170aa2c931$$odia_imagem_grande$$pt$$1

A Ordem dos Médicos vai recorrer aos tribunais para impedir que os enfermeiros possam prescrever exames clínicos e medicamentos. Esta possibilidade está a ser estudada pelo Ministério da Saúde há algum tempo, mas agora o secretário de Estado Adjunto do ministro da Saúde, Leal da Costa, admite essa possibilidade que pode avançar, numa primeira fase, na área da saúde materna e obstétrica.

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, afirmou ao CM que a OM vai “recorrer para a justiça porque está em causa a saúde pública e a saúde de todos os portugueses”.

“Os enfermeiros pretendem ser os administrativos da renovação da prescrição, serem fotocopiadores da renovação das receitas, mas isso não faz sentido nenhum porque a renovação da prescrição implica uma decisão clínica, uma avaliação contínua da prescrição, não é uma situação de mera fotocópia de receitas”, sublinhou José Manuel Silva.

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que esta medida, a ser aprovada pelo ministério tutelado por Paulo Macedo, revela “preocupações meramente economicistas”. “Ficava mais barato, mas não é essa a noção que temos do Serviço Nacional de Saúde. Não é por substituir uns profissionais por outros com menos competência que se vai melhorar a qualidade da assistência aos doentes. Pelo contrário, vai diminuir essa qualidade”, sublinhou José Manuel Silva. O bastonário da Ordem dos Médicos referiu ainda que a prescrição de medicamentos e meios de diagnósticos pelos enfermeiros levanta outra questão: “Se um doente vem a ter, no futuro, um problema, quem assume a responsabilidade? Essa decisão desresponsabiliza os profissionais”, concluiu José Manuel Silva.

Fonte : Correio da Manhã

 

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo