Ordem investe em redes de referenciação para feridas complexas

0 23

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

«Os enfermeiros estão na linha da frente dos cuidados de feridas» e, sendo esta uma situação «transversal a toda as áreas de intervenção da Enfermagem, torna-se imprescindível que a Ordem dos Enfermeiros (OE) invista, junto dos seus membros, na criação de redes de referenciação» que permitam um encaminhamento rápido da pessoa com ferida complexa. Esta foi a principal conclusão que Graça Machado, Vice-presidente do Conselho Diretivo da OE, retirou da sua participação no 7º Fórum Ibérico de Úlceras e Feridas, uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Feridas (ELCOS) que teve lugar em Albufeira a 11 e 12 de março.

Durante a sessão de abertura do evento, Graça Machado salientou que «a Ordem está sempre disponível para participar em atividades que promovam o aumento da formação e das competências dos enfermeiros, bem como o debate e a partilha de experiências interdisciplinares». Isto porque «só com trabalho multidisciplinar se consegue dar uma resposta efetiva e sustentável à prevenção e tratamento das feridas», com especial relevo para a feridas complexas», acrescentou a Vice-presidente da OE.

E para dar uma estrutura sólida a todo este trabalho, «é elementar que a Ordem dos Enfermeiros colabore com sociedades e associações devidamente credenciadas» na área.

O evento, que integrou o 3º Congresso Interdisciplinar de Feridas Complexas, decorreu sob o lema  «O Diálogo das Organizações na Prevenção e Tratamento de Feridas», tendo reunido cerca de 1.000 participantes, entre profissionais de saúde, investigadores, docentes e alunos oriundo um pouco de todo o mundo.

«No auditório principal, as conferências e mesas redondas, que contaram com palestrantes internacionais como Hugo Partsch, José Verdú Soriano e Mara Blanck, foram pautadas pela excelência na abordagem de temas como “Úlceras de Perna: Um problema de Saúde Subestimado”, “Prevenção e Tratamento de Feridas num Mundo Globalizante” e “Gestão Organizacional, Formação e Prática Clínica”», adiantou a ELCOS.

Sobre o tema que centrou atenções, a organização do evento advogou que «a referenciação interinstitucional organizada é fundamental na procura de uma intervenção clínica holística e interdisciplinar, feita em tempo útil, que tenha por base as melhores práticas baseadas na evidência, procurando aumentar ganhos em saúde através da melhoria da acessibilidade».

Fonte: Ordem dos Enfermeiros

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo