Governo quer atribuir um enfermeiro de família a «todos os portugueses»

0 193

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O enquadramento da atividade do enfermeiro especialista em enfermagem de saúde familiar é um processo que se arrasta desde 2014.

Após ter sido criado um grupo de trabalho em 2016 para o efeito que não deu qualquer fruto, o Governo decidiu agora retomar o processo e voltar a designar uma nova equipa. É objetivo que «todos os portugueses tenham um enfermeiro de família atribuído».


Um despacho publicado hoje no Diário da República lembra ainda que em julho de 2018 foi publicado o Regulamento n.º 428/2018, relativo a competências específicas do enfermeiro especialista em enfermagem comunitária na área de enfermagem de saúde comunitária e de saúde pública e na área de enfermagem de saúde familiar, sem que tenha sido dado seguimento ao assunto.


«Atento a esta regulamentação e ao lapso de tempo decorrido desde a criação do anterior grupo de trabalho, é imperioso dar continuidade ao trabalho que vinha a ser realizado, designadamente, no que concerne, à identificação de processos assistenciais e boas práticas de trabalho em equipa de saúde familiar em que a intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de saúde familiar esteja a ser alavancada e à utilização mais adequada e eficiente dos recursos disponíveis», destaca o diploma.


O Executivo pretende «melhorar e estabilizar a dotação de enfermeiros afetos aos cuidados de saúde primários (CSP), centrada na resposta às necessidades dos utentes e dos seus percursos, articulando e complementando as intervenções dos elementos da equipa de saúde familiar com os demais profissionais de saúde, da família e da comunidade, de modo a garantir que todos os portugueses tenham enfermeiro de família atribuído», lê-se no despacho .

Fonte: Univadis

[ratemypost] [ratemypost-result]

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo