Hospital Amadora-Sintra constrói nova unidade de cuidados intensivos. Vai abrir em dezembro – ZAP

0 9

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Jean-Christophe Bott / EPA

A construção da nova Unidade de Cuidados Intensivos vai iniciar-se na próxima segunda-feira e deverá estar pronta a 10 de dezembro.

O Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra) vai construir uma nova Unidade de Cuidados Intensivos para reforçar a sua resposta no contexto da pandemia de covid-19, uma obra orçada em 801.900 euros e que deverá entrar em funcionamento em dezembro.

Está previsto que a construção desta nova unidade de nível II (UCI II) comece na segunda-feira e esteja concluída a 10 de dezembro, avançou à Lusa o presidente do Conselho de Administração Hospital Professor Doutor Fernando da Fonseca [HFF].

Este investimento representa um aumento de 15 camas, face às atuais quatro existentes neste nível II e a equipa médica que a irá integrar resultará da reorganização da equipa do Serviço de Medicina Intensiva e da contratação de médicos intensivistas, enfermeiros e assistentes operacionais.

“É uma obra estruturante para o Hospital Professor Doutor Fernando da Fonseca e com um impacto transversal em toda a instituição e na qualidade dos cuidados que prestamos”, adiantou Marco Ferreira.

A obra estava prevista realizar-se em 2021 mas, também, devido à atual situação de epidemia foi antecipada e vai ser realizada num “período bastante curto”, disse, notando que o HFF é dos hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo com o maior número de doentes com covid-19 internados desde o início da pandemia.

“O objetivo é começar desde já a dar resposta ao aumento de necessidade que é previsível não só pelo inverno, como pela situação de pandemia por covid-19”, vincou.

Atualmente, o hospital tem uma média de 2,6 camas de cuidados intensivos de nível II por 100 mil habitantes e este projeto vai permitir aumentar este rácio para cinco camas por 100 mil habitantes, “que já é mais próximo da média nacional e permite prestar cuidados de maior qualidade aos utentes”, salientou Marco Ferreira.

O Hospital Fernando Fonseca é o hospital de Lisboa e Vale do Tejo com o maior número de episódios de urgência desde o início do ano, tendo registado 94 mil até junho, disse à Lusa o presidente da instituição.

Tem havido, desde março, um aumento progressivo do número de episódios de urgência, apesar de, na média de todo o ano de 2020, ter havido uma quebra de 27% face ao período homólogo de 2019.

“A diminuição foi mais acentuada em março e abril e desde então temos tido um aumento progressivo que atualmente se cifra em 312 episódios na urgência geral por dia“, salientou.

Na sexta-feira, o hospital tinha três das 10 camas de nível III de cuidados intensivos ocupadas com doentes covid-19, sendo as vagas disponíveis geridas a nível central pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.


Fonte: ZAP

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Loading...

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades e analisar o nosso tráfego. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. Aceitar Ler mais

Share This Article:

close

Assina a nossa Newsletter!

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Partilha isto com um amigo