You dont have javascript enabled! Please enable it!
Atualidade

Açores quer integrar nos quadros precários do Serviço Regional de Saúde

O BE/Açores vai entregar no parlamento regional uma iniciativa para a criação de um “regime excecional” para a integração nos quadros dos trabalhadores precários da Saúde, foi hoje anunciado.

Na sequência de uma reunião com a administração da Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel, em Ponta Delgada, o líder do BE/Açores, António Lima, considerou que é necessário “estabilizar esses vínculos e responder àquelas que são as muitas necessidades do Serviço Regional de Saúde [SRS]” por via de uma proposta de decreto legislativo regional.

António Lima defendeu, assim, a criação de um “regime excecional de integração desses profissionais de saúde, criando um mecanismo de aferição das necessidades permanentes do SRS”, onde devem participar o Governo Regional, administrações da área da saúde e representantes dos trabalhadores, para posteriormente se abrir concursos públicos e integrar esses trabalhadores de forma “célere”.

O líder do BE/Açores lembrou ainda que durante a fase mais intensa da pandemia de covid-19 foram contratados “muitos profissionais de saúde ao abrigo de autorizações excecionais, simplificadas para acelerar a contratação e responder às necessidades imediatas”.

Desde novembro de 2020 até agosto de 2021 foram contratados para o SRS 671 profissionais de diferentes carreiras, tais como médicos, enfermeiros e assistentes operacionais, sendo que 79% possuem vínculos precários.

Cerca de 60% destes trabalhadores “enquadram-se nessas autorizações excecionais”, havendo uma “situação de enorme instabilidade laboral”, de acordo com o líder do Bloco nos Açores.

Ainda segundo António Lima, dados de novembro de 2021 apontam que existem 133 enfermeiros nesta situação e 259 assistentes operacionais, havendo que “estabilizar os vínculos e responder às necessidades do SRS”.

Na sua proposta de decreto legislativo regional, que será entregue na quarta-feira no parlamento açoriano, o BE/Açores refere que “não há dúvidas que perante a enorme tarefa que o SRS tem pela frente, a grande maioria desses profissionais continuam a ser, não apenas necessários, mas fundamentais”.

Segundo o Bloco, em abril de 2020, no seguimento da Resolução do Conselho do Governo n.º 60/2020, de 13 de março, que estabeleceu medidas preventivas excecionais para prevenir e limitar a propagação do vírus da covid-19 nos Açores, foram contratados 304 trabalhadores, a termo resolutivo certo, para a unidades de saúde da região, ao abrigo do regime excecional criado pelo Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março.

Posteriormente, os orçamentos dos Açores para 2021 e 2022 criaram regimes excecionais e simplificados de contratação a termo e de prestação de serviços de profissionais de saúde.

Segundo dados do Governo Regional, citados na proposta do BE/Açores, entre 25 de novembro de 2020 e 31 de agosto de 2021 foram contratados 671 profissionais de saúde ao abrigo de várias modalidades de emprego público e programas de inserção profissional.

Destes, 79% possuem vínculos que se podem considerar precários e 376 (56%) possuem vínculos precários enquadráveis nos regimes excecionais acima referidos, nomeadamente, avença, contrato individual de trabalho a termo resolutivo certo ou incerto e contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo ou incerto.

Na sequência de uma reunião com a administração da Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel, em Ponta Delgada, o líder do BE/Açores, António Lima, considerou que é necessário “estabilizar esses vínculos e responder àquelas que são as muitas necessidades do Serviço Regional de Saúde [SRS]” por via de uma proposta de decreto legislativo regional.

António Lima defendeu, assim, a criação de um “regime excecional de integração desses profissionais de saúde, criando um mecanismo de aferição das necessidades permanentes do SRS”, onde devem participar o Governo Regional, administrações da área da saúde e representantes dos trabalhadores, para posteriormente se abrir concursos públicos e integrar esses trabalhadores de forma “célere”.

O líder do BE/Açores lembrou ainda que durante a fase mais intensa da pandemia de covid-19 foram contratados “muitos profissionais de saúde ao abrigo de autorizações excecionais, simplificadas para acelerar a contratação e responder às necessidades imediatas”.

Desde novembro de 2020 até agosto de 2021 foram contratados para o SRS 671 profissionais de diferentes carreiras, tais como médicos, enfermeiros e assistentes operacionais, sendo que 79% possuem vínculos precários.

Cerca de 60% destes trabalhadores “enquadram-se nessas autorizações excecionais”, havendo uma “situação de enorme instabilidade laboral”, de acordo com o líder do Bloco nos Açores.

Ainda segundo António Lima, dados de novembro de 2021 apontam que existem 133 enfermeiros nesta situação e 259 assistentes operacionais, havendo que “estabilizar os vínculos e responder às necessidades do SRS”.

Na sua proposta de decreto legislativo regional, que será entregue na quarta-feira no parlamento açoriano, o BE/Açores refere que “não há dúvidas que perante a enorme tarefa que o SRS tem pela frente, a grande maioria desses profissionais continuam a ser, não apenas necessários, mas fundamentais”.

Segundo o Bloco, em abril de 2020, no seguimento da Resolução do Conselho do Governo n.º 60/2020, de 13 de março, que estabeleceu medidas preventivas excecionais para prevenir e limitar a propagação do vírus da covid-19 nos Açores, foram contratados 304 trabalhadores, a termo resolutivo certo, para a unidades de saúde da região, ao abrigo do regime excecional criado pelo Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março.

Posteriormente, os orçamentos dos Açores para 2021 e 2022 criaram regimes excecionais e simplificados de contratação a termo e de prestação de serviços de profissionais de saúde.

Segundo dados do Governo Regional, citados na proposta do BE/Açores, entre 25 de novembro de 2020 e 31 de agosto de 2021 foram contratados 671 profissionais de saúde ao abrigo de várias modalidades de emprego público e programas de inserção profissional.

Destes, 79% possuem vínculos que se podem considerar precários e 376 (56%) possuem vínculos precários enquadráveis nos regimes excecionais acima referidos, nomeadamente, avença, contrato individual de trabalho a termo resolutivo certo ou incerto e contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo ou incerto.

LUSA/HN

Outros artigos com interesse:

Source link

Segue a PortaLEnf: Follow on FacebookTweet about this on TwitterFollow on LinkedIn
0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
';
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel