Espanha termina 2016 com quase 7 mil enfermeiros no desemprego

0 111

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A 31 de dezembro de 2016 o Serviço Público de Emprego Estatal, em Espanha, registava um total de 6.810 enfermeiros desempregados, um número que, apesar de elevado, é bastante inferior aos 8.500 registados no início do mesmo ano.

Os dados foram partilhados pela Organización Colegial de Enfermería (OCE), que lembra que o desemprego entre os enfermeiros tende a crescer depois dos períodos de férias, especialmente depois do verão e do Natal. Tal como nos últimos cinco anos, o maior pico de desemprego foi registado em fevereiro, com 11.679 enfermeiros espanhóis sem trabalho.

Em média, 2016 registou 8.800 profissionais de enfermagem desempregados. De qualquer forma, os números registados no final do ano foram bastante positivos: desde dezembro de 2010 que o número de desempregados nesta classe não era tão baixo.

A OCE faz ainda referência à precariedade sentida na enfermagem, com 98% dos contratos assinados em 2016 a terem cariz temporários. A instituição destaca também a diferença entre enfermeiros e médicos, salientando que em dezembro o número de médicos desempregados não chegava a 1.500.

Fonte: Jornal Enfermeiro

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo