Alzheimer poderá em breve ser tratada com medicação para o herpes?

0 229

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Na sequência de investigação que sugere que o vírus do herpes simples estará substancialmente envolvido no risco de alzheimer, foi demonstrado que a medicação para o herpes poderá exercer um efeito dramático sobre o risco de demência.

A revelação foi feita num comentário da autoria dos investigadores Ruth Itzhaki da Universidade de Manchester e de Richard Lathe, da Universidade de Edimburgo, ambas no Reino Unido, relativamente a três estudos efetuados por investigadores de Taiwan.

O estudo considerado mais importante é da autoria de Tzeng et al, e foi publicado em fevereiro de 2018 na revista científica “Neurotherapeutics”.

O estudo analisou 8.362 pessoas com 50 anos de idade ou mais, que tinham recebido um diagnóstico de infeção pelo vírus do herpes simples, que foram comparadas com os participantes de um grupo de controlo com 25.086 pessoas saudáveis, com idades correspondentes. Todos os participantes foram seguidos durante quase 10 anos.

Os resultados do estudo revelaram que pacientes com infeções severas de herpes que tinham sido tratados, de forma agressiva, com fármacos antivirais, apresentaram uma redução de 10 vezes no risco relativo de demência.

Por outro lado, o estudo revelou igualmente que o vírus do herpes simples de tipo 1 conduzia a um risco 2,5 vezes acrescido de se desenvolver a doença de Alzheimer, em comparação com o grupo de controlo.

“Este artigo e outros dois de diferentes grupos de investigação de Taiwan proporcionam a primeira evidência populacional de uma ligação causal entre a infeção por vírus do herpes e a doença de Alzheimer, uma descoberta grandemente importante”, comentou Rita Itzhaki.

Os outros dois estudos referenciados no comentário (Tsai et al, 2017 e Chen et al, 2018) sugerem que a infeção aguda pelo vírus do herpes simples traz ao paciente um risco maior de demência.

Rita Itzhaki considera que “estes antivirais seguros e facilmente disponíveis poderão desempenhar uma forte parte no combate à doença nestes pacientes”, e que inclusivamente poderá ser possível prevenir a doença com vacinação nos bebés contra o vírus.

Fonte Univadis

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo