Ataque cardíaco: nova análise com diagnóstico mais exato

0 376

Uma equipa de investigadores desenvolveu uma nova análise sanguínea que poderá ajudar os médicos a não terem que fazer suposições quando estão perante um aparente enfarte do miocárdio (EM).

Esta promissora análise ao sangue foi desenvolvida por uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina e Medicina Dentária da Universidade de Alberta, Canadá, que consideram ser mais completa do que a análise à troponina cardíaca.

A análise à troponina cardíaca é atualmente usada para o diagnóstico do EM. A troponina cardíaca é uma proteína única do coração, e os níveis elevados da mesma indicam que ocorreram danos cardíacos. Todavia, segundo Peter Hwang, um dos investigadores neste estudo, esta análise não consegue indicar a extensão dos danos cardíacos.

Segundo o investigador, a equipa investigou mais de perto o processo de libertação da troponina e descobriu que os pacientes com um verdadeiro ataque cardíaco apresentavam uma troponina mais fragmentada do que os pacientes com um aumento da sobrecarga cardíaca.

“Pusemos como hipótese que quando as células morrem durante um ataque cardíaco, não só libertariam troponina na corrente sanguínea, mas também digeririam a troponina através da ação das protéases intracelulares – enzimas que digerem outras proteínas”, avançou Peter Hwang.

Para o efeito, a equipa analisou 29 pacientes hospitalizados que apresentavam níveis elevados de troponina, com ataques cardíacos identificados ou com outros problemas que faziam aumentar o esforço cardíaco.

“Tal como adivinhámos, descobrimos que o grau de digestão proteolítica aumentava com uma maior severidade de danos cardíacos”, explicou o investigador. Foram encontrados maiores níveis nos pacientes com EM de tipo 1, ou o ataque cardíaco típico, enquanto os níveis mais baixos foram observados nos pacientes com EM de tipo 2, ou seja, quando o coração trabalha com esforço adicional.

Peter Hwang disse que embora a análise à troponina existente continue a ser muito útil, a nova análise poderá permitir aos médicos tomarem decisões objetivas sobre o tratamento a escolher para os pacientes quando se depararem com situações pouco claras.

Fonte Univadis

O melhor da PortalEnf...

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Segue-nos nas redes sociais!

Partilha isto com um amigo